Ligue-se a nós

Tecnologia

Auxílio Brasil: veja como consultar o benefício pelo celular

Publicado

em

19173812007722.jpg

Fonte: R7

O Auxílio Brasil, programa que substituirá o Bolsa Família em breve, é o novo benefício que será pago até o final de 2022 com o intuito de atender famílias em situações de vulnerabilidade. O TecMundo traz um rápido tutorial de como baixar o aplicativo e como consultar o benefício pelo celular, confira;

Sobre o Programa

Dividido em nove modalidades, o programa Auxílio Brasil cobrirá desde o Auxílio Esporte Escolar e Bolsas de Iniciação Científica até Benefício de Superação de Extrema Pobreza. O valor de R$ 400 anunciado pelo Governo Federal está previsto para dezembro, mas ainda precisa ser aprovado. Até o momento o valor médio do benefício é de R$ 217,18 mensais.

Caso o programa mantenha os requisitos já estabelecidos pelo Bolsa Família — que será extinto assim que o novo auxílio for iniciado — as famílias em extrema pobreza (renda mensal de até R$ 89 por pessoa) serão beneficiadas, assim como pessoas em situação de pobreza (com renda de R$ 89 a R$ 178 por pessoa). Sendo o último grupo deve incluir gestantes ou menores de 21 anos.

Anúncio

Famílias já cadastradas no Bolsa Família ou no Cadastro Único não precisam se preocupar em baixar outro aplicativo, pois a transferência é automática. Basta manter os dados cadastrais atualizados. Caso ainda não tenha um aplicativo baixado, acesse a Google Play Store ou a Apple Store para fazer download do aplicativo oficial da Caixa Econômica Federal.

(Fonte: Shutterstock/Reprodução)(Fonte: Shutterstock/Reprodução)Fonte:  Shutterstock 

Aplicativo Auxílio Brasil

Segundo a Caixa, o aplicativo será atualizado para usuários do Bolsa Família de forma gradual, para evitar congestionamento no sistema. De toda forma, quem não tiver migrado de aplicativo receberá o benefício normalmente.

CUIDADOS: Antes de baixar o aplicativo em seu aparelho é importante verificar alguns detalhes, confira;

  1. Verifique se o nome do desenvolvedor é a Caixa Econômica Federal (no caso do aplicativo do Auxílio Brasil);
  2. O nome correto é Auxílio Brasil CAIXA, com fundo azul e a palavra “Brasil” com as cores verde e amarelo;
  3. Baixe o aplicativo do link citado acima e não correrá riscos! No mais, não clique em links recebidos por e-mail, SMS ou mensagens do WhatsApp — mesmo que receba de amigos ou familiares, evite acessar links;

Como consultar o benefício através do App

Aplicativo Auxílio Brasil (Fonte: Caixa Econômica Federal/Reprodução)Aplicativo Auxílio Brasil (Fonte: Caixa Econômica Federal/Reprodução)Fonte:  Caixa Econômica Federal 

Para consultar o benefício do auxílio em seu celular, abra o aplicativo e siga as instruções, a seguir;

Anúncio
  1. Clique em “Consultar”;
  2. Escolher o acesso utilizando uma das opções sugeridas: usando a senha que já era usada no aplicativo do Bolsa Família (clicar em senha do Auxílio Brasil), ou a senha do Caixa TEM, ou se cadastrar no aplicativo. Caso você tenha a senha do app FGTS ou Caixa Trabalhador, escolha a senha do Auxílio Brasil, visto que é a mesma;
  3. Coloque o CPF e senha;
  4. Consulte o benefício;

Extra! Existem formas de consultar o benefício pelo telefone através do número de contato, a seguir:

  1. Ligar para 0800 426 02 07
  2. Digitar a opção 3 (Auxílio Brasil e demais programas)
  3. Digitar a opção 4 (para saber se você foi incluído)
  4. Digitar o número do CPF ou do NIS

Aplicativos falsos e o risco de expor dados pessoais

Assim como ocorreu na época do Auxílio Emergencial, aplicativos falsos que usam o nome do Auxílio Brasil começam a surgir na web, até mesmo em lojas oficiais, trazendo risco para os cidadãos que buscam informações sobre o novo programa. Os aplicativos servem de “isca” para roubar dados de usuários, crime conhecido como phishing.

Alguns dos aplicativos prometem consulta aos valores do benefício e calendários de pagamento. Para ter a atenção dos usuários e incentivar o uso do aplicativo, os aplicativos disparam notificações no celular pedindo por informações como Número de Identificação Social (NIS), CPF, número da carteira de trabalho, número de telefone, entre outros dados.

Para evitar cair em uma dessas armadilhas, siga as instruções de cuidado citadas no início do texto e sempre verifique o nome dos desenvolvedores, a nota do aplicativo na loja e os comentários dos usuários.

Comentarios

Mais Lidos