Morte de Pelé é lamentada por artistas brasileiros e estrangeiros

Aumente as Vendas pelo WhatsApp ainda HOJE!


A notícia da morte de Pelé, confirmada hoje (29), também repercutiu no meio artístico. Nas redes sociais homenagens foram compartilhadas não apenas por personalidades brasileiras, mas também estrangeiras. Edson Arantes do Nascimento, que ficou mundialmente conhecido como Pelé, morreu hoje (29), aos 82 anos, no Hospital Albert Einstein, na zona sul da capital paulista, por falência múltipla de órgãos em decorrência de um câncer de cólon. 

O rapper Mano Brown revelou a influência de Pelé na sua decisão de se tornar torcedor do Santos. “Cresci santista sem apoio. Lembro do cara preto de roupa toda branca, era familiar nos quintais que eu morava antes de ir pro colégio interno. Lá todo mundo tinha seu time, o meu era esse, pra vida toda! Eterno súdito do rei Pelé”, contou.

O ator Renato Aragão também prestou sua reverência: “Hoje o Brasil e o mundo sofre uma grande perda. Descanse em paz Rei Pelé. Obrigado por tanta alegria que você nos proporcionou!”. Após encerrar a carreira como jogador, Pelé desenvolveu alguns trabalhos como ator. Em 1986, Renato Aragão, famoso por liderar a série televisiva Os Trapalhões, o convidou para participar de um filme. Trabalhando juntos, eles gravaram Os Trapalhões e o Rei do Futebol.

A apresentadora, atriz e cantora Xuxa Meneghel, com quem Pelé teve um romance entre 1981 e 1986, mencionou alguns familiares do jogador e prestou condolências. “Meu abraço carinhoso e que a dor da perda se transforme em boas lembranças pra ser menos pesado”.

O narrador esportivo Galvão Bueno também compartilhou algumas palavras: “Meu amigo Edson se foi!! Que tristeza! Mas Pelé, não!! Pelé é eterno!! Rei Pelé!! Primeiro e único!!”.

O cantor Caetano Veloso disse ser um dia triste para o Brasil e lembrou que escreveu a canção Love Love Love inspirada no discurso que Pelé proferiu ao final da partida que marcou sua despedida dos gramados: o amistoso disputado em outubro de 1977 entre Santos e New York Cosmos, os dois clubes em que ele jogou na carreira. Em sua autobiografia, o atleta escreveu que, entre todas as músicas inspiradas nele, essa é a que mais o emociona.

Zeca Pagodinho postou um agradecimento em suas redes e compartilhou imagens de um encontro ocorrido nos bastidores de um show em Las Vegas. “Obrigado, Pelé! Por tanta alegria que você nos proporcionou!”, escreveu.

A cantora Margareth Menezes, recém-indicada pelo presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva para assumir o Ministério da Cultura a partir de domingo (1º), lamentou a perda do “maior jogador da história”, mas afirmou que seu legado permanecerá eternamente. “Nosso rei Pelé foi e sempre será um gênio que influenciou milhões de jovens e adultos fãs de futebol, no Brasil e no mundo”, acrescentou.

No meio artístico estrangeiro, também não faltou homenagens. O ator norte-americano Sylvester Stallone, que foi seu colega de elenco em 1981 no filme Fuga para a vitória, escreveu: “Pelé, o grande! Descanse em paz! Este foi um bom homem”.

Will Smith, outro ator norte-americano, publicou em suas redes sociais fotos de um encontro com o jogador e legendou: “o maior de todos os tempos”.

A modelo e atriz britânica Naomi Campbell também publicou algumas palavras. “Pelé, você foi um símbolo para nós e nos deixou ver que os sonhos podem se tornar realidade. Você foi e sempre será único, com um coração de ouro. O primeiro atleta de todos os tempos como embaixador da boa vontade da Unesco [Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura]”, escreveu.

Fonte:

Aumente as Vendas pelo WhatsApp ainda HOJE!

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *