Série B: Sport e Vasco empatam em duelo com invasão de torcedores

O duelo entre Sport e Vasco foi encerrado antes do apito final. Neste domingo (16), pernambucanos e cariocas empataram por 1 a 1 na Ilha do Retiro, em Recife, pela 35ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. A partida, transmitida pela Rádio Nacional, foi marcada por uma confusão generalizada após o gol cruzmaltino, nos acréscimos da segunda etapa, com invasão de torcedores e uma longa interrupção, de mais de 50 minutos, até o árbitro Raphael Claus dar o jogo como terminado, alegando falta de segurança.

O Cruzmaltino foi a 56 pontos, permanecendo na quarta posição, três pontos a frente do Leão da Ilha, que aparece em quinto. Sampaio Corrêa, Criciúma (ambos 52 pontos), Ituano (51) e Londrina (50) aparecem na sequência, ainda sonhando com o G4, que dá acesso à Série A do ano que vem. Como o jogo foi suspenso antes do fim, a Justiça Desportiva deve avaliar a súmula da partida nos próximos dias, o que pode influenciar na manutenção ou alteração do resultado.

A equipe rubro-negra saiu na frente aos 19 minutos da etapa final, com Facundo Labandeira. O uruguaio aproveitou o rebote do goleiro Thiago Rodrigues, após finalização do também atacante Vagner Love, para balançar as redes. Aos 42, o meia Alex Teixeira dividiu com o goleiro Saulo na área e os vascaínos pediram o pênalti. O árbitro conferiu o lance no vídeo e marcou a infração. O atacante Raniel, já nos acréscimos, cobrou e deixou tudo igual.

Os jogadores do Vasco comemoraram o empate próximos à torcida do Sport, atrás do gol. Na sequência, torcedores do Leão, revoltados com a provocação, tentaram entrar no gramado. A segurança foi acionada, mas alguns tiveram sucesso em invadir o campo de jogo. Os atletas do Cruzmaltino correram para o vestiário e os do Rubro-Negro buscavam acalmar o público. Algumas pessoas nas arquibancadas se sentiram mal e precisaram ser atendidas pelos bombeiros. Profissionais de saúde chegaram a ser agredidos.

As duas equipes voltam a campo no próximo sábado (22), às 16h30 (horário de Brasília), em novos confrontos diretos. O Vasco recebe o Criciúma em São Januário, no Rio de Janeiro, enquanto o Sport vai ao Estádio do Café, em Londrina (PR), enfrentar o clube da casa.

Tudo igual em Porto Alegre

Em duelo simultâneo ao de Recife, Bahia e Grêmio também empataram por 1 a 1, na Arena da equipe gaúcha, em Porto Alegre. Com 58 pontos, o Tricolor permanece na vice-liderança, dois pontos a frente do Esquadrão de Aço, que está em terceiro.

Os baianos abriram o marcador aos 48 minutos do primeiro tempo. O atacante Vitor Jacaré cruzou fechado, o goleiro Gabriel Grando rebateu e o meia Lucas Mugni aproveitou a sobra na pequena área. Na etapa final, aos 38, o atacante Guilherme levantou na segunda trave e o volante Thiago Santos, de cabeça, evitou a derrota gremista.

O próximo compromisso do Bahia será no sábado, às 16h30, na Arena Fonte Nova, em Salvador, diante do Vila Nova. No domingo (23), às 16h, o Grêmio visita o Náutico nos Aflitos, em Recife. Os dois tricolores podem garantir o retorno à Série A em caso de vitória nos respectivos jogos e uma combinação de resultados na rodada.

Ponte respira e Náutico afunda

Nos demais jogos da rodada, que começou na última terça-feira (11), destaque à goleada sofrida justamente pelo Náutico, por 6 a 0, para o Novorizontino, no estádio Jorge Ismael de Biasi, em Novo Horizonte (SP). Os atacantes Douglas Baggio (duas vezes), Hélio e Ronald e os meias Rômulo e Diego Torres balançaram as redes para o Tigre, que subiu para o 15º lugar, com 40 pontos, abrindo quatro para o CSA, primeiro time na zona de rebaixamento.

O Timbu, por sua vez, segue com 30 pontos e pode ter a queda à Série C decretada antes mesmo de enfrentar o Grêmio. Para isso, basta que a Chapecoense, 16ª colocada e primeira equipe fora do Z4, empate com o Tombense na próxima sexta-feira (21), às 19h15, na Arena Condá, em Chapecó (SC).

Quem se livrou de vez do rebaixamento foi a Ponte Preta, que empatou sem gols com o Tombense no Estádio Soares de Azevedo, em Muriaé (MG), no último sábado (15). A Macaca foi a 45 pontos (11 vitórias) e não pode mais ser alcançada pelo CSA (36 pontos e sete vitórias, podendo chegar, no máximo, a dez). A equipe mineira, com 44 pontos, está a uma vitória de garantir a permanência na Série B.

Após sofrerem no Z4 durante boa parte do campeonato, Guarani e Vila Nova estão próximos de escaparem da queda. O Bugre, com 44 pontos, precisa de somente um empate na terça-feira (18), às 21h30, contra o já campeão Cruzeiro, no Mineirão, em Belo Horizonte. Na abertura da 32ª rodada, a equipe paulista derrotou o CRB por 1 a 0  no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP), com gol do volante Richard Rios.

O Vila, por sua vez, bateu o Cruzeiro por 1 a 0 no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia, na sexta-feira. O meia Matheuzinho balançou as redes e levou o Tigrão aos 45 pontos. Virtualmente salvos, os goianos até podem ser ultrapassados pelo CSA, mas, para isso, teriam de perder os próximos três jogos e os alagoanos somarem nove pontos na mesma sequência. Ainda assim, a disputa iria para o saldo de gols.
 

FONTE

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *